sexta-feira, 21 de dezembro de 2007

Boas Festas


Votos de Festas Felizes e de um EXCELENTE 2008.

terça-feira, 11 de dezembro de 2007

segunda-feira, 3 de dezembro de 2007

Cruzeiros







Há dias uns amigos desafiaram-me a acompanhá-los num cruzeiro ao Brasil.
Imediatamente disse "nem pensar. Eu e barcos não nos damos nada bem."
Após muita insistência, acabaram por desistir e partirem sem mim.
É difícil explicar porque é que eu que gosto tanto de viajar, não me consigo entusiasmar com cruzeiros. Talvez que a vivência a bordo destes hotéis flutuantes, que eu imagino e que me é relatada, não faça sentido para mim.
De facto eu prefiro ficar em terra e fotografar a partida do navio ao pôr do sol.
Vá-se lá saber porquê!

domingo, 18 de novembro de 2007

Entre Rio e Mar


 
 
No Rio Tejo, geralmente a mulher acompanha o homem na faina da pesca. Em terra amanha o peixe que se vai comer.
No mar, só o homem vai para a pesca, mas ela acompanha-o no remendar das redes.

segunda-feira, 12 de novembro de 2007

O final do dia








Há finais de dia em que apetece parar o tempo.

quarta-feira, 7 de novembro de 2007

Os gatos



Ao longo dos tempos os gatos foram amados, temidos, odiados.
De tudo o que se sabe e se especula, sómente uma coisa é inegável: eles sempre despertaram fascínio sobre nós

segunda-feira, 22 de outubro de 2007

Oa animais que fui encontrando...

                                       
                          
 


 
Pela Ilha de S.miguel - Açores

sexta-feira, 19 de outubro de 2007

"Pedonando" pela Ilha

 




Os Açores estão repletos de trilhos pedonais.

A sensação é de perfeita simbiose com a natureza.

terça-feira, 16 de outubro de 2007

O regresso

                                                                              




 
Passaram 3 anos desde que saí dos Açores.
Voltei agora paara matar saudades, e o regresso foi, por mim sentido, como um regresso a casa.

segunda-feira, 1 de outubro de 2007

Golfinhos


                                      



 
Uma semana passada no mar acompanhando uma investigação cientifica de Análise Genética de golfinhos da costa portuguesa, estudo este pioneiro em Portugal, proporcionou-me uma experiência única no contacto com estes animais tão frequentes na nossa costa.
Todos os dias o seu comportamento é diferente. Uns dias, mais próximos do barco, acompanhando-nos até durante muito tempo, dando por vezes a sensação de nos desafiarem para a "brincadeira", outros movimentando-se com muita rapidez e saltando muito, outros nadando muito tranquilos, aproximando-se quase sem darmos por eles. São uma surpresa permanente.
Vi muitas crias e também o acto de reprodução, mas também vi golfinhos a atacarem-se violentamente. Afinal estes animais que nos mostram sempre como animais "doces" e muitos "sociáveis", na natureza são simplesmente animais selvagens.
Foi uma semana inesquecível.

sábado, 29 de setembro de 2007

Para lá de Tràs-os-Montes

 



Seguindo viagem, depois de Rio de Onor e para lá de Tràs-os-Montes, continuamos por terras de grande beleza. Puebla de Sanábria e o Lago Sanábria são locais a não perder.

quinta-feira, 20 de setembro de 2007

Por Trás-os-Montes





Por Trás-os-Montes, descobrem-se paisagens de cortar a respiração e o sossego é completo.
Andei Kms. sem encontrar vivalma e de repente chego a Moimenta, aldeia perdida no Parque de Montesinho, onde dos seus cerca de 200 habitantes, apenas encontrei 1, que me disse haver algumas pessoas interessadas em recuperar e fazer de Moimenta um local aprazível, onde quem gosta de natureza possa disfrutá-la.
Oxalá consigam.



quinta-feira, 13 de setembro de 2007

Um dia serei o mar...


Em todos os jardins hei-de florir,
Em todos beberei a lua cheia,
Quando enfim no meu fim eu possuir
Todas as praias onde o mar ondeia.

Um dia serei eu o mar e a areia,
A tudo quanto existe me hei-de unir,
E o meu sangue arrasta em cada veia
Esse abraço que um dia se há-de abrir.

Então receberei no meu desejo
Todo o fogo que habita na floresta
Conhecido por mim como num beijo

Então serei o ritmo das paisagens,
E secreta abundância dessa festa
Que eu via prometida nas imagens

"Sophia de Mello Breyner Andresen"

segunda-feira, 10 de setembro de 2007

Mar sonoro


Mar sonoro, mar sem fundo, mar sem fim.
A tua beleza aumenta quando estamos sós
E tão fundo intimamente a tua voz
Segue o mais secreto bailar do meu sonho
Que momentos há em que eu suponho
Seres um milagre criado só para mim

"Sophia de Mello Breyner Andresen"

sexta-feira, 7 de setembro de 2007

Aquele mar


Aquele mar
Meu confidente de horas idas
Tudo escutava e adivinhava
Do meu pueril e ingénuo anseio

E a eternidade em tudo via
Humano sonho sempre esquecido
Na eterna voz que fala o mar

"João de Barros"

terça-feira, 4 de setembro de 2007

Eu quero silêncio


Eu só quero silêncio neste porto
Do mar vermelho, do mar morto

Perdida, baloiçar
No ritmo das águas cheias

Quero ficar sózinha neste espanto
Dum tempo que perdeu a sua forma

Quero ficar sózinha nesta tarde
Em que as árvores verdes me
abandonam.

"Sophia de Mello Breyner Andresen"

sábado, 1 de setembro de 2007

Faróis dos Açores










Um Farol de cada uma das 9 Ilhas dos Açores. A qualidade não é muito boa, porque foram feitas em analógico e feito scanner.